Tatuagens e Piercings

Publicado em: 10 de dezembro de 2019 Por: Rev. Ageu Magalhães

Neste assunto, a primeira questão que deve ser analisada é a da motivação: Por que eu estou pensando em me tatuar ou em colocar um piercing? Para ser aceito pelos meus amigos? Para gerar um visual agressivo, para que as pessoas me respeitem? Para chocar minha família e aqueles que estão ao meu redor? Por que todas as minhas amigas estão fazendo? Por que acho bonito?

Note que nenhum desses motivos é aceitável a um cristão verdadeiro.

Primeiro: Você não precisa da aceitação de sua turma. Você precisa da aceitação de Deus para sua vida. Lembre-se de que alguns jovens usados pelo Senhor foram contrários aos padrões de sua época, nadando contra a correnteza, indo contra os costumes dos outros jovens, e foram aprovados por Deus por isso. O livro de Daniel nos dá vários exemplos.

Segundo: Para que um visual agressivo? Será que você precisa de elementos externos para conquistar respeito? Certamente que não. Você deve conquistar respeito através do seu caráter. Uma comunhão estreita com Deus fará de você alguém de caráter irrepreensível, e isso trará o respeito de todos ao teu redor.

Terceiro: Por qual motivo você quer chocar seus familiares ou seguir o que todo mundo está fazendo? O desejo de chocar as pessoas certamente não vem de Deus. Por mais revoltado que você esteja, este não é o caminho para resolver seus problemas. Busque mais comunhão com Deus e ele lhe ajudará com seus conflitos interiores. Sobre fazer o que todo mundo está fazendo, todos já sabemos a resposta. Não vos conformeis com este século! (Rm 12.2). Não é porque todo mundo está fazendo que eu devo fazer também. Devemos fazer aquilo que Deus manda.

Quarto: Simplesmente porque acho bonito. Aqui a questão envolve bom senso e prudência. O que é bonito hoje aos nossos olhos pode não ser daqui a 30 anos. Pegue fotos suas de 20 anos atrás e observe suas roupas. Provavelmente você não as usaria hoje. É muito temerário fazer uma marca irremovível no corpo. Algo que não poderá ser apagado, senão com laser e muito dinheiro. E quando chegarem as rugas? Como ficarão os desenhos? Muitas borboletas parecerão morcegos… Não é prudente.

Assim, vejo que há muito mais motivos para não usar estes adereços externos, do que para usá-los. Nossa vida deve ser pautada por fazer aquilo que exalta o nome de Deus e que faz as pessoas ao nosso redor olharem para nós e pensarem em Cristo. Tudo o que passar disso é, como diria C.S. Lewis, eternamente inútil.

Compartilhe nas redes!

Newsletter

Inscreva-se para receber novos artigos do Blog.



Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Artigos Relacionados:


Ataque dos cães feministas

Publicado em: 1 de março de 2022 Por: Rev. Ageu Magalhães
Homens de Honra

Publicado em: Por: Rev. Ageu Magalhães
Salomão foi salvo?

Publicado em: Por: Rev. Ageu Magalhães
Pastoras… Por que não?

Publicado em: 26 de outubro de 2021 Por: Rev. Ageu Magalhães
Campos de Concentração no Brasil

Publicado em: 17 de março de 2021 Por: Rev. Ageu Magalhães
Cybergnosticismo – Os Guinness

Publicado em: 24 de junho de 2020 Por: Rev. Ageu Magalhães