O Deus soberano e o dia 9 de Agosto

Publicado em: 9 de agosto de 2013 Por: Rev. Ageu Magalhães
No dia 9 de Agosto de 1945 nascia Enedir, a primeira filha do Pb. Abdiel e de sua esposa Élia. Vivendo no interior do Ceará, ajudou seus pais a criarem mais seis irmãos. Instruída com eles nos caminhos do Senhor, Enedir lia a Bíblia com dedicação e sabia de cor o Breve Catecismo. Ainda jovem, tinha sentimentos piedosos. Orava a Deus pedindo um marido e, mercê de Deus, um filho que fosse pastor.

No tempo certo, Deus deu o marido. Casaram-se e vieram para São Paulo. Tiveram o primeiro filho, cinco anos depois uma filha e, mais oito anos, outra filha. Criaram todos nos caminhos da Palavra. O primeiro filho cresceu com a oração da mãe para que se tornasse pastor. O antigo desejo não era secreto. O pastor da Igreja, Rev. Milton Ferreira Ribeiro, chamava o garoto de “colega”, tratamento comum entre os pastores.

O chamado de Deus ao garoto veio na adolescência, de forma intensa e inconfundível. Ele queria ser missionário. Queria pregar o Evangelho a outros povos. Enedir chama então seu tio pastor, o Rev. Élio Nogueira Castelo Branco, e pergunta a ele para onde deveria enviar aquele adolescente que queria ser missionário. Rev. Élio indica um Seminário para que, tornando-se pastor, pudesse ir para as missões sem depender de outro ministro para dar os atos pastorais. O Conselho da Igreja e o Presbitério encaminham o jovem.

Depois de seis anos de Seminário vem a formatura e o retorno ao Presbitério. Uma comissão examina o jovem, seus trabalhos e o aprova. Falta escolher uma data para a ordenação pastoral. Rev. Dráusio Piratininga, tutor do jovem, também participa da escolha. Escolhe-se o sábado, dia 9 de Agosto de 1998. A comissão não sabia o quão especial era aquela data, mas Deus sabia. Ele estava presenteando aquela mãe, pelo antigo desejo piedoso, ordenando o filho ao pastorado justamente no dia de seu aniversário.

Hoje, completando 15 anos de ordenação pastoral, escrevo este relato com saudade de meus pais, que já estão com Cristo, e com profunda gratidão a Deus em meu coração. O Deus a quem servimos é Deus soberano. Ele escreveu na eternidade as linhas de nossa vida com sabedoria e bondade. Nossos caminhos têm pedras, obstáculos, choro e riso, mas são caminhos perfeitos – caminhos de Graça. Louvado seja o nome do Deus Soberano. A Ele todo louvor, honra e glória, para todo o sempre. Amém.
Compartilhe nas redes!

Newsletter

Inscreva-se para receber novos artigos do Blog.



Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Unknown
Unknown
8 anos atrás

Glória a Deus!! Ele é maravilhoso!!
O Senhor Todo Poderoso também é um Deus de gratas supresas! No dia do aniversário da mãe seu pedido foi concretizado!

Luciano Sena
Luciano Sena
8 anos atrás

Deus continue te sustentando no ministério e da maneira que o encara – com temor e tremor.

Artigos Relacionados:


Ataque dos cães feministas

Publicado em: 1 de março de 2022 Por: Rev. Ageu Magalhães
Homens de Honra

Publicado em: Por: Rev. Ageu Magalhães
Salomão foi salvo?

Publicado em: Por: Rev. Ageu Magalhães
Pastoras… Por que não?

Publicado em: 26 de outubro de 2021 Por: Rev. Ageu Magalhães
Campos de Concentração no Brasil

Publicado em: 17 de março de 2021 Por: Rev. Ageu Magalhães
Cybergnosticismo – Os Guinness

Publicado em: 24 de junho de 2020 Por: Rev. Ageu Magalhães